Como Desinstalar o Origin

Embora sua introdução ao espaço de jogos para PC tenha sido um tanto controversa, até agora, a plataforma Origin da EA alcançou ampla aceitação para distribuição digital. Já que não é o mesmo que universal, alguns usuários ainda preferem outras formas de comprar jogos da EA ou a abstinência total. Desinstalar o Origin não é o mesmo que excluir sua conta ou biblioteca, e os usuários sempre podem remover o software Origin sem se preocupar com a propriedade de seus jogos a longo prazo.

Existem várias maneiras de remover o Origin de sistemas Windows de forma eficiente. Os especialistas recomendam todas essas etapas antes de usar técnicas manuais que envolvem a edição do Registro. A maneira mais simples é clicar em Iniciar, navegar até o atalho do Origin, clicar com o botão direito e selecionar Desinstalar. Os usuários de versões anteriores do Windows podem precisar usar o Painel de Controle. Abra-o digitando seu nome na barra de pesquisa, vá para Programas e, em seguida, 'Desinstalar um programa'. Percorra a lista ou use a pesquisa se necessário e clique com o botão direito na entrada de Origem. Selecione Desinstalar. Por último, os usuários podem acessar as configurações do Windows. A maneira mais rápida de chegar lá é digitar 'Adicionar ou remover um programa' na pesquisa e clicar no resultado. Clique com o botão esquerdo na entrada Origin e desinstale-a.

Os usuários do Windows com problemas acima podem excluir os arquivos primários manualmente, as entradas do Registro e os dados do cache. Os especialistas recomendam fazer backup do Registro (por meio do recurso Exportar ou outros métodos) primeiro, pois alterações incorretas podem danificar o Windows e outros programas.

Livre-se dos arquivos primários do Origin acessando o diretório Arquivos de programas ou Arquivos de programas (x86) para usuários de 32 ou 64 bits e excluindo a pasta Origin. Em seguida, vá para a pasta ProgramData (o Windows pode sinalizá-la como Oculto, embora os usuários possam tornar os objetos ocultos visíveis com a configuração apropriada). Mais uma vez, encontre a pasta Origin aqui e exclua-a.

Por fim, abra o Editor do Registro.

Os usuários do Windows de 32 bits devem acessar:

HKEY_LOCAL_MACHINE/SOFTWARE/

Os usuários do Windows de 64 bits devem acessar:

HKEY_LOCAL_MACHINE/SOFTWARE/Wow6432node

Em qualquer caso, clique com o botão direito e exclua a pasta Origin. Em seguida, vá para Microsoft/Windows/CurrentVersion/Uninstall e exclua a segunda pasta Origin.

Em um ambiente macOS, os usuários têm maneiras ainda mais simples de excluir software indesejado. Abra o Finder e vá para Aplicativos. Em Aplicativos, encontre o ícone do Origin, clique nele e arraste-o para o Lixo (ou clique com o botão direito e escolha a opção Lixo). Esvaziar a Lixeira posteriormente confirmará a exclusão da Origem, tornando-a permanente.

Excluir os componentes do Origin manualmente também é possível aqui. Vá para a pasta Biblioteca pressionando a combinação de teclado de Command + Shift + G no Finder e inserindo '~ /Biblioteca/' no campo. No Suporte de aplicativo, exclua 'Origem'. Em Preferências, exclua 'com.ea.Origin.plist.' Em LaunchAgents, exclua 'com.ea.WebHelper.plist.' Em seguida, navegue de volta para a pasta base do disco rígido (como 'Macintosh HD'), vá para a pasta Library e depois para LaunchDaemons. Exclua 'com.ea.ESHelper.plist.' A remoção desses arquivos deve apagar todos os componentes Origin do dispositivo macOS.